Passar para o Conteúdo Principal Top

Loteamento

Princípios gerais das redes de abastecimento de água

Na concepção geral de infra-estruturas de abastecimento de água deverão ser seguidos para além da legislação em vigor e do Regulamento de Distribuição Pública de Água do concelho de Vila Franca de Xira, um conjunto de aspectos gerais que contribuem para um melhor desempenho e operacionalidade da própria rede, nomeadamente:

  • O diâmetro mínimo admissível será de 90mm, sendo o material a utilizar o PEAD, PN10 MRS 100. O material dos acessórios será ferro fundido dúctil com pintura epóxica para tês (flangeados), cruzetas flangeadas) e juntas cegas. Para os restantes acessórios, p.e. curvas, cones poderá ser utilizado o PEAD com ligação por electrofusão ou termofusão;
  • Nas extremidades cegas das condutas deverá ser prevista a instalação de ventosas ou descargas, consoante se trate de pontos altos ou baixos, respectivamente;
  • Na instalação das condutas de abastecimento de água em vala deverá ser prevista a colocação de fita sinalizadora de cor azul, com um afastamento aproximado de 0,40 m do extradorso da conduta;
  • As válvulas de seccionamento poderão ser de cunha elástica ou de borboleta, em ferro fundido dúctil, flangeadas e de classe de pressão PN 10 ou superior. Serão instaladas no interior de caixas de alvenaria ou betão com tampas quadradas em Ferro Fundido Dúctil normalizadas, de modelo municipal, de classe de resistência correspondente ao local da sua implantação;
  • Nos espaços verdes deverá ser prevista a instalação de um contador específico em local de fácil acesso, protegidos por caixas de alvenaria em betão ou pré-fabricados;
  • Os sistemas de rega deverão ser funcionais e ter em consideração as recomendações para o uso eficiente da água (Guia técnico nº8 do IRAR), deverão estar divididos em vários sectores de forma a minimizar o efeito de simultaneidade e o impacto na rede de abastecimento;
  • Sempre que possível deverá ser prevista a realização de captações próprias para esse efeito, furos ou outro sistema similar, a localizar de acordo com as necessidades, minimizando assim o consumo da água tratada para aquele efeito, bem como para a lavagem dos pavimentos;

Princípios gerais das redes de drenagem de águas residuais domésticas e águas pluviais

Na concepção geral de infra-estruturas de drenagem de águas residuais domésticas e águas pluviais deverão ser seguidos para além da legislação em vigor e do Regulamento de Drenagem de Águas Residuais do concelho de Vila Franca de Xira, um conjunto de aspectos gerais que contribuem para um melhor desempenho e operacionalidade da própria rede, nomeadamente:

  • O material das tubagens a utilizar será o PP ou o PVC corrugado SN 8 KN/m2 para os colectores domésticos e manilhas de betão, PP ou o PVC corrugado SN 8 KN/m2 para os colectores pluviais;
  • Os diâmetros mínimos admissíveis para a rede de drenagem de águas residuais domésticas é de 250mm, sendo o diâmetro mínimo admissível para os colectores pluviais 300mm quando utilizadas as manilhas de betão e 315mm para colectores em PP ou o PVC corrugado SN 8 KN/m2;
  • As câmaras de visita terão cones excêntricos, degraus em aço revestidos a PP e tampas redondas em Ferro Fundido Dúctil normalizadas de modelo municipal, de classe correspondente ao local da sua implantação;
  • As grelhas dos sumidouros de águas pluviais serão normalizadas em Ferro Fundido Dúctil, do tipo utilizado no concelho;
  • Todas as quedas guiadas serão sempre executadas no interior das câmaras de visita.

Organização e Apresentação dos Projectos

  • Estudo de Loteamento (Rede de água e saneamento)
  • Execução das redes de abastecimento de água
  • Execução das redes de drenagem de águas residuais domésticas e águas pluviais